Para brasileiros, combate ao desemprego e vacina devem ser prioridades do governo em 2021, aponta pesquisa CNDL/SPC Brasil

Por: CNDL Brasil                1 de fevereiro de 2021

De acordo com levantamento realizado em parceria com a Offer Wise Pesquisas, para 50% dos entrevistados economia ainda não retomou crescimento

 Um levantamento feito em todas as capitais pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), em parceria com a Offer Wise Pesquisas, mostra que o combate ao desemprego (44%) e a vacina para o coronavírus (42%) foram apontados pelos consumidores brasileiros como prioridades do governo para que o desenvolvimento econômico do país seja retomado este ano. O ranking de temas que merecem a atenção em 2021 é seguido por saúde pública (38%) e educação (34%).

Na opinião dos entrevistados, a maior expectativa de melhorias para o Brasil é em relação ao aumento das oportunidades de emprego (36%) e aumento da concessão de crédito (35%). Por outro lado, é esperado um aumento da inflação (41%, com aumento de 20 p.p. em relação a 2019), aumento da inadimplência (41%, aumento de 18,5 p.p. em relação a 2019) e aumento da pobreza e da desigualdade social (36%).

Com relação ao momento atual, três em cada dez (29%) acreditam que a economia está retomando o crescimento, seja de forma lenta (24%) ou acelerada (5%). Já para metade dos entrevistados (50%), a economia ainda não retomou o crescimento, sendo que 26% acreditam que isso irá acontecer em breve, e 24% que ainda vai demorar para acontecer. Por fim, 16% acreditam que a economia esteja piorando.

O presidente da CNDL, José César da Costa, destaca a importância da vacinação em massa da população para o processo de retomada econômica e de geração de empregos no país.

“O desemprego elevado é sem sombra de dúvidas um dos grandes desafios a serem enfrentados pelo país agora em 2021, o que se agrava diante de um cenário de pandemia, economia pouco aquecida e situação fiscal preocupante”, diz José César. “Mais do que solução definitiva no combate à doença, a vacinação vai representar a retomada das atividades econômicas. Somente com a população imunizada será possível reaver as atividades do dia a dia da população, a dinamização do consumo e a geração de empregos no país”, afirma Costa.

Maioria está pessimista em relação à adoção de medidas pelo governo

A pandemia da Covid-19 trouxe um cenário de insegurança e incertezas para a população. De acordo com o levantamento, 39% dos entrevistados afirmam estar pessimistas ou muito pessimistas quanto à adoção de medidas pelo governo que incentivem o desenvolvimento do país, 28% não estão otimistas nem pessimistas, e 27% estão otimistas ou muito otimistas.

Quanto ao desempenho do governo federal, a maioria dos entrevistados (29%) considera como ‘Boa’ a atuação com relação às medidas de auxílio à população frente à pandemia. Já as ações junto a educação (31%), saúde (29%), combate à pandemia (29%) e medidas de auxílio às empresas devido ao coronavírus (36%) foi considerada ‘Regular’ pela maioria. Com relação aos impostos (34%) e taxa de juros (33%), a maioria dos entrevistados consideram que a atuação do governo foi ‘Péssima’.

Postado em: Notícias

Você pode gostar de:

COMÉRCIO FECHADO SÁBADO E DOMINGO EM TODA BAHIA COMÉRCIO FECHADO SÁBADO E DOMINGO EM TODA BAHIA
COMÉRCIO DE ITAPETINGA VOLTA A FUNCIONAR NESSA QUARTA COMÉRCIO DE ITAPETINGA VOLTA A FUNCIONAR NESSA QUARTA
GOVERNO DO ESTADO PUBLICA DECRETO COM NOVAS RESTRIÇÕES AO COMÉRCIO GOVERNO DO ESTADO PUBLICA DECRETO COM NOVAS RESTRIÇÕES AO COMÉRCIO
NOVAS ALTERAÇÕES NO FUNCIONAMENTO DO COMÉRCIO NOVAS ALTERAÇÕES NO FUNCIONAMENTO DO COMÉRCIO

Deixe seu comentário

Enviar Comentário